Desde que o Presidente Michel Temer assumiu a cadeira presidencial, ele vem fazendo uma série de alterações no plano social, mudando alguns programas, melhorando outros e fazendo uma rígida avaliação sobre possíveis movimentos de corrupção que havia dentro deles.

Assim, já fez alterações na forma como a avaliação do seguro acidente é feito, para ver quais são as verdadeiras condições que uma pessoa que solicita esse tipo de auxilio está evitando assim fraudes e outros tipos de problemas.

Além disso, o Governo também que mexer em umas das marcas sociais do Governo anterior, fazendo um verdadeiro pente fino em cima do programa Bolsa Família para ver quais são todas as famílias que estão recebendo esse benefício e se existe alguma irregularidade entre esse direito e as famílias que o recebem.

Por conta disso, o Governo vem fazendo uma investigação interna sobre todos os gastos feitos no programa Bolsa Família e quantas pessoas estão sendo beneficiadas, dessa maneira, vai descobrir as fraudes que há no programa e conseguir, com esse dinheiro recuperado, ajudar a ainda mais pessoas.

Resultados do Pente fino no Bolsa Família

Esse exame mais detalhado sobre o programa em 2019, já teve os seus primeiros resultados, já que algumas fraudes já foram descobertas e benefícios foram caçados de mais de 80 mil pessoas cadastradas.

Uns dos golpes mais comuns aplicados nesse benefício, era os próprios funcionários fazendo cadastrados em seus nomes, com isso, não havia uma averiguação maior e o benefício era depositado em suas contas.

Isso gerava um prejuízo anual de mais de 100 milhões de reais, já que muitos desses benefícios, eram pagos para funcionar os do próprio Governo Federal, os quais, não necessitariam desse recurso e estavam roubando um dinheiro, o qual, poderia ajudar a outras famílias realmente necessitadas.

Com o final da operação previsto para o fim de 2018, o Governo Federal pretende retornar aos cofres públicos, um valor de 250 milhões de reais, que é uma estimativa do quanto de fraude se cometia nesse programa, apenas com cadastros falsos, famílias que não existiam e desvios nessa receita, feitos pelos próprios operadores do sistema.

Uns dos casos mais curiosos e chocantes de como essa fraude era feita, foi o de um colaborador que conseguiu cadastrar mais de 2000 mil famílias em um único dia, segundo o calendário, algo impossível de ser feito, já que o cadastro em média, dura 90 minutos para ser feito, pois, são muitos os dados a serem preenchidos e conferidos, justamente para evitar essas fraudes que estavam ocorrendo com bastante frequência.

Outro golpe comum no recebimento desse benefício, é o cadastramento de duas pessoas, com o mesmo CPF, sendo que o dinheiro era desviado diretamente para alguma conta já aberta para esses fins, o que causa um grande prejuízo para os cofres do Governo e para manter o pagamento para as famílias que realmente precisam do dinheiro desse programa e não sabem o que fazer para reverter essa situação de fraude tão comum nesse sistema.

Benefícios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *